Blog

Hacker

Desde 2020, com a digitalização acelerada por consequência da pandemia da covid-19, o cenário da cibersegurança tem enfrentado constantes desafios para se adaptar às novas demandas, à medida que aparecem novas ameaças. Tudo isso originou, em 2021, uma verdadeira avalanche de problemas de segurança virtual e a necessidade de algumas mudanças em 2022.

Porém, para que essas mudanças possam ocorrer em 2022, é necessário entender as principais ameaças que podem atingir ambientes virtuais, tanto de empresas quanto de pessoas individuais.

Ataques a cadeias de Supermercados

Por se terem mostrado muito eficientes em 2021, os ataques à cadeia de supermercados, em que o alvo da ameaça não é o alvo primário, mas sim alvos indiretos afetados pelo crime, devem tornar-se ainda mais frequentes durante 2022. A recomendação geral para mitigar estes ataques é estar atento ao nível de segurança cibernética de parceiros e fornecedores, mesmo que estejam fora da estrutura básica de IT da empresa, para evitar assim que possíveis dados confidenciais compartilhados desapareçam e prejuízos por paralisação dos processos.

Sistemas industriais

Sistemas industriais, usados para o fabrico de produtos, estão cada vez mais a conectar-se à Internet, mas sem ter o devido cuidado com a segurança virtual, já que tradicionalmente são encarados como infraestruturas isoladas do resto. Mas sem a atenção necessária, é possível que os criminosos comecem a vê-los como alvos, trazendo assim problemas para as empresas.

Afinal, os ciber criminosos escolhem o alvo com base nas oportunidades que encontram e sistemas vulneráveis são ideais para invasões bem-sucedidas.

Ransomware

Os populares ataques de ransomware devem continuar a ser um grande problema para a segurança virtual em 2022. Em 2021, as ameaças avançaram para serem focadas, diferentes de 2020 em que eram disparadas para um número gigantesco de máquinas para ver quais eram infetadas.

Com isso, as empresas tomaram mais cuidado com as mitigações e políticas de segurança nos seus sistemas, já que na maioria das vezes os criminosos podem estar a estudar as infraestruturas para aproveitar uma brecha.

Mesmo com todos esses problemas citados acima, o principal problema de segurança digital é outro. A maior ameaça, quando falamos de cibersegurança, é a falta de conhecimento das próprias vulnerabilidades e, consequentemente, a falta de prevenção. Para mitigação dessa ameaça recomendamos às pessoas que não são da área de tecnologia que se informem sobre como proteger as suas informações e como os ataques podem comprometer a sua organização e os seus negócios.

 A wisdom IT CONSULTING pode ajuda-lo a estar mais protegido. Contacte-nos e peça uma avaliação de risco contra ataques cibernéticos sem compromisso.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.