Blog

Cyberbullying: O que é?

O cyberbullying é um crime que afeta cada vez mais crianças e jovens. Saiba o que é e como proteger e ajudar as vítimas desta agressão. A wisdom IT CONSULTING conta-lhe tudo sobre este fenómeno que tem dado que falar ao longo destes anos, desde que os jovens têm usado cada vez mais a internet.

Na internet e no telemóvel, mensagens com imagens e comentários depreciativos que alastram rapidamente e se tornam o bullying ainda mais perverso. Como o espaço virtual é ilimitado, o poder de agressão amplia-se e a vítima sente medo. E o pior: muitas vezes não se sabe de quem se defender.

Cyberbullying: O que é?

A violência virtual (cyberbullying) é um crime de assédio, perseguição e agressão que aproveita as tecnologias digitais para atuar sobre as suas vítimas nomeadamente, ao tirar proveito da sua ingenuidade e de alguma impunidade que estes canais ainda permitem.

Poderá também interessar-lhe: WWDC 21: Veja as principais novidades da Apple relativamente a segurança

Pode ocorrer nas redes sociais, plataformas de mensagens, jogos ou mensagens de texto, por exemplo. Trata-se de um exercício reiterado, cujo objetivo é agredir, ameaçar, perseguir ou devassar a vida privada, e por essa via, intimidar e perturbar as vítimas. Alguns exemplos de cyberbullying passam por partilhar fotos íntimas ou informações pessoais de alguém que, sem o seu consentimento, servem para chantagear; ameaçar ou simplesmente difamar a vítima.

Cyberbullying: O que é?

Quem pode ser vítima?

Qualquer pessoa que use algum tipo de tecnologia digital pode ser vítima de cyberbullying. Porém, tal como o bullying, o cyberbullying costuma estar mais associado ao universo das crianças e dos jovens, não só por serem grupos que utilizam com muita frequência diversas tecnologias e plataformas digitais, mas também porque, pelas suas idades, estão mais vulneráveis a este género de ataques.

Como atuar junto das crianças e dos adolescentes?

De acordo com a Ordem dos Psicólogos, o cyberbullying pode conduzir a quadros de ansiedade e de depressão que, em situações extremas podem levar ao suicídio. Sendo este um problema que afeta sobretudo os jovens, os pais e os encarregados de educação têm um papel crucial.

Primeiro, é preciso entender que assim que a criança tem acesso a um meio tecnológico ou digital, fica em risco de ser vítima de cyberbullying. Por isso, é importante que os pais façam um esforço por se inteirar acerca do mundo digital partilhado pelos filhos, de modo a conseguir alertá-los para potenciais perigos e riscos.

Cyberbullying: O que é?

Leia também: Burlas Online: Tenha Atenção no OLX e Custo Justo

Possíveis sinais de cyberbullying a que deve estar atento

Um dos problemas do cyberbullying é que nem sempre a vítima o denuncia. Seja por medo, vergonha ou, simplesmente, por não perceber que está a ser vítima de um comportamento inadequado e criminoso. Contudo, há alguns comportamentos que devem servir de alerta para os pais, nomeadamente:

  • Mostrar algum sinal de perturbação durante ou após o uso do telemóvel, computador ou tablet
  • Deixar de usar ou evitar discussões sobre estes dispositivos
  • Esconder ao máximo a sua vida digital
  • Isolar-se e evitar a família, dos amigos e suas atividades habituais
  • Não querer ir à escola ou participar em atividades de grupo
  • Baixar o rendimento escolar
  • Mostrar-se zangado e descontrolado em casa
  • Ter mudanças de humor, comportamento, sono ou apetite
  • Mostrar-se nervoso e ansioso sempre que recebe uma mensagem

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.